quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Me Assumi Pro Meu Pai

Meu pai estava me perseguindo faz tempo, querendo saber pra onde eu vou, com quem eu converso, queria saber das meninas que eu pegava e ficava sempre me fazendo umas perguntas assim, no msn ou no face então, não podia mexer perto dele, se ele via a foto de alguém perguntava quem era, onde conheci, o que é minha, de onde é, que idade, só faltava preguntar o cpf da pessoa, isso já estava me deixando nervoso.
Eu fui pra casa dele esses dias para passar um tempo lá, e um dia antes de eu ir embora da casa dele ele disse que queria conversar comigo, nos sentamos e fomos conversar.
Ele disse que eu conversasse mais com ele sobre mim, pois os garotos na minha idade geralmente já sabem o que quer, fazem algum esporte e estão namorando, e eu só fico no computador, e disse que estava muito preocupado comigo, pois eu também não saia do computador, não saia de casa, disse que eu estava me fechando de uma forma muito muito estranha.
Então, ele continuou falando muito, muito mesmo, até uma hora que ele disse "Você tem que conversar comigo, quero saber o que esta acontecendo com você, sobre em que quer se formar, sobre sua sexualidade, se você gosta de menino ou de menina..." quando ele falou isso eu falei que queria dizer uma coisa pra ele, que era uma coisa que já estava guardado dentro de mim a muito tempo e eu precisava dizer pra ele, porém antes queria que ele visse dois videos e disse que não queria que ele falasse nada até terminar os videos. Mostrei esses videos para ele para ver se ele mudava a ideia machista que ele tinha sobre o assunto, pois a um tempo atras ele tinha dito que tinha preconceito.
Depois de mostrar os videos ele perguntou em que que eu me identificava nos videos, então eu disse que me identificava com tudo, então ele ficou meio tranquilo, parecia um pouco chocado sim, mas estava muito calmo para o normal de um pai quando o filho se assume, ele perguntou quando comecei a sentir isso, pra quem mais eu falei e depois disse que isso era escolha minha, ele não é a favor, porém a escolha é minha e eu vou sempre continuar sendo filho dele, e disse para eu tomar cuidado com o preconceito e que não era para me importar com o que as outras pessoas falassem.
eu fiquei meio bobo, tipo, achei que ia ser diferente, achei que ia ser mais dramático  então ele só falou que ia dormir, então fomos dormir e no outro dia ele falou a mesma coisa pra mim sobre certos cuidados e eu fui embora da casa dele.

                                         Vídeos que mostrei para o meu pai


sábado, 22 de dezembro de 2012

Momento Estranho E Confuso

Hoje, como sempre eu estava no facebook atoa, e adivinha quem veio conversar comigo? sim, ele mesmo, o Felipe...
Ele veio me dizendo que estava com saudades, perguntou se eu estava com raiva dele, pois parecia que eu não estava mais falando com ele. Eu respondi que não estava com raiva dele não (claro que não estava, ele só estragou boa parte da minha vida e me fez entrar em depressão).
Ai ele começou a conversar comigo sobre o episodio Break-up de Glee, que para quem não assiste Glee, foi um episodio onde alguns casais de Glee terminaram, ele não é de ver Glee, mas disse que viu o episodio e achou muito triste e legal, e disse que todos os casais de Break up comoveram ele, mas o casal que mais comoveu ele foi o casal Klaine(Kurt + Blaine), que para quem não sabe é o casal gay de Glee, ele disse que o casal era o que parecia mais ser verdadeiro ali, ele sentiu a dor do termino dos dois, eu fiquei tipo "não, pera! ele ta dizendo isso mesmo?".
E me pediu nome de musicas legais do Glee e tal. Tenho bastante medo de que ele seja gay e que já tenha namorado o Ricardo e tal sem eu saber, ficaria muito bravo se acontecesse isso, mas fico pensando aqui, onde ele quis chegar com essa conversa?

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Amigo hétero de um Gay

Bom, eu já estou de férias e estou com bastante saudade da escola, do Pedro especialmente, pois ele apesar de ter de alguma forma me traído eu tento ver o lado dele, porque ele é uma pessoa muito boba e muito fácil de ser manipulada, e mesmo ele sendo o melhor amigo do Felipe ( bom era eu acho,pois o Felipe abandonou ele, pois agora o Felipe esta popular e deixou o Pedro de lado, acho que a amizade que o Felipe "forçou" com o Pedro foi só pra me provocar) ele estava sempre me defendendo do Felipe ou de outras pessoas.
Eu decidi postar isso porque eu não descrevi meu relacionamento com o Pedro detalhadamente nas outras postagens, nossa amizade sempre foi como, eu sendo o sensível, lerdo, fresco e ele sendo o bruto, totalmente o meu oposto.
As férias por um lado me faz bem e mau ao mesmo tempo, me faz bem por eu estar de boa sem fazer nada, e me faz mau por me trazer lembranças que não podem ser revividas.
Eu lembro das vezes em que o Pedro tentava me roubar um selinho, mas não consegui e nem queria me dar também, era só pra fazer graça mesmo, me lembro de quando eu ficava estressado quando o Pedro me falava ou fazia algo que eu não gostei e eu ia saindo de perto, dai ele me segurava pelo braço e me prendia, e ficava perguntando porque eu estava bravo ou dizia que eu não ia ficar bravo com ele por coisinha boba, sempre quando ele fazia isso eu não respondia ele, só ficava falando pra ele me soltar, até que ele desistia de ficar me segurando me soltava e eu saia de perto, mas depois de uns 30 segundos eu voltava e esquecíamos do que tinha acontecido. Lembro quando ele vinha conversar comigo sobre sexo e eu ficava envergonhado, eu simplesmente não consigo conversar sobre sexo, eu fico gaguejando e logo mudo de assunto, e ele sabendo que eu não gosto de falar sobre isso ele sempre vinha me falar algo do assunto, sussurrava coisas no meu ouvido do tipo "Sei que que você gosta muito...". Lembro também quando ele ficava me mandando uns olhares sexy e ficava me mandando beijo de longe.
Teve um dia que estávamos eu, ele e um grupo de amigos, eu estava chupando um pirulito, eu amo pirulito, enfim, ele ficava implicando comigo, dizendo que eu sei chupar direitinho, e teve uma hora que eu de brincadeira melei os meus lábios com o pirulito e dei um beijo na bochecha dele, na hora ele se assustou, ele disse que achou que eu ia beijar ele na boca, então todos voltamos a conversar, exceto ele, que ficou sentado e meio excluído da conversa olhando para o nada, achei isso estranho.
Bom, eu tenho muito medo de ir na casa dele, pois sempre que vou ele me assedia de algum jeito, fui duas vezes na casa dele quando ele estava sozinho lá, a primeira eu fui levar um livro pra ele um pouco antes da aula, ele pediu para eu entrar mais eu fiquei meio que com medo de entrar, sei lá o que ele iria fazer comigo lá, mas ele falou para eu parar de frescura logo e entrar, então eu entrei e ele brincou comigo fingindo que ia fechar a porta, nossa eu entrei em desespero na hora, a outra vez ele estava saindo do banho e estava só de cueca branca, eu chamei ele para conversar com ele, mas quando vi que ele estava só de cueca eu logo disse "tchau!depois converso com você!" ai ele  pediu pra eu ficar, ai agente ficou conversando, mas claro ele ficou escondido na varanda da casa dele, onde não dava para eu ver ele da cintura pra baixo, e eu fiquei do lado de fora da casa dele, pois claro eu não ia entrar com ele daquele jeito, mas ele sempre saia de trás da varanda e varia a dancinha sensual dele para que eu visse a "coisa" dele, que aliás, não é pequena (vergonha).
Falando nas dancinhas dele, lembro de quando eu estava queto tentando copiar matéria e ele vinha com essa dancinha sensual pra cima de mim, sempre quando eu estava meio parado, sem falar nada ele vinha com essa dancinha e me fazia sorrir, fora as piadas dele que na minoria das vezes eram legais, mas me faziam rir. Ele veio me falar essa semana pelo face que começou a malhar para ficar saradinho para mim ano que vem.
E não pensem que eu e ele possamos ter algo, eu lembro que um dia ele me disse que tinha medo de fazer certa brincadeira comigo e eu acabar me apaixonando por ele, e eu disse que nunca, nunca mesmo iria me apaixonar por ele, ainda mais ele não fazendo o meu tipo, pois ele é tão insensível.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Meu aniversário pt.2

Em Primeiro lugar quero pedir desculpas pela ultima postagem, talvez eu tenha deixado alguém preocupado ou assustado, mas enfim, o que importa é que agora eu estou bem, algumas pessoas leram a postagem e vieram falar comigo e me fizeram ficar melhor, eu só estava em um momento "depressão pós aniversário" que já passou.
Ah... quero agradecer muito as pessoas que estão acompanhando o blog e agora eu dei uma paradinha nas postagens porque eu estou sem fazer nada, minha vida esta parada, mas provavelmente como vai vir o natal, ano novo, carnaval e meu primeiro dia de aula de 2013 eu ainda vou ter muita coisa para postar aqui, e dessa vez as coisas vão ser mais detalhadas, e provavelmente ano que vem eu vou começar a trabalhar eu acho, e com isso talvez possa acontecer meu primeiro beijo gay e tenho certeza que 2013 promete bastante material para o blog, então agradeço muito a todos que leem o blog e digo que é muito importante que vocês opinem sobre as postagem, se achar que fiz algo de errado ou quer dar um elogio ou até me dar dicas de melhorias para o blog, se fizerem isso eu agradeço mais ainda.
Parabéns pra mim né! ^^

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Meu aniversário pt.1

Mais um aniversário meu chegando, não vou fazer festa, até porque eu não tenho ninguém pra convidar, meu aniversário é dia 11/12, amanhã.
Estou de ferias, ou seja, sem escola eu não saio de casa e se eu não saio de casa, não entro em contato com nenhuma pessoa, minha amiga Marília foi passar alguns dias na praia e não entra mais no facebook. E ninguém mais vem falar comigo, nunca me senti tão sozinho como nesse ano, só me pergunto o que as pessoas que tem amigos legais que estão sempre o procurando tem que eu não tenho.
Eu sinto que só estou vivendo por causa de pessoas que tem simplesmente pena de mim quando dizem que gostam de mim e por elas dizerem isso e eu acreditar, eu acabo vivendo por isso, por essas pessoas, para não machucar elas, só que assim eu acabo ficando machucado e sofrendo com uma dor de solidão que eu não sei quando vai acabar e também não sei até quando vou suportar isso.
Agora eu estou no meu quarto, sozinho e chorando. Só consigo pensar no quanto eu sou insignificante, posso morrer agora que tenho certeza que umas 10 pessoas iram ao meu enterro e dessas 10 pessoas, apenas 3 iram chorar, pesando em como sou feio, idiota, antipático e burro, não sei fazer nada de bom, nunca vou ter ninguém.
Estou lutando seriamente em voltar a cortar meus pulsos, eu não fazia cortes profundos quando me cortava, mas talvez da próxima vez eu tenha sorte.
Estou querendo me assumir de vez pelo facebook, não quero mais ficar escondendo quem eu sou de algumas pessoas, e se não me aceitarem, minha vida já esta uma bosta mesmo, eu vou fazer isso no meu aniversario, vai ser lindo.
Achava que o aniversário era para ser um dia alegre e especial, mas agora acho que só serve para marcar os anos que você passa no inferno chamado "vida".
Só estou preocupado se devo ou não continuar vivendo por algumas pessoas, pois já parei de viver por mim a muito tempo. Agora pergunto, sera que vale mesmo a pena viver por essas pessoas?
Por que sera que as pessoas se afastam de mim?

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Pai, Madrasta e Outras Coisas Ruins - pt 2

Depois de um tempo, tipo uns 7 anos, meu pai começou a me procurar, acho que se sentia culpado ou algo do tipo, ele queria me levar a sua nova casa, ele renovou a vida dele, ele estava em um apartamento não muito bom, mas era muito melhor que minha casa, ele não queria deixar minha mãe ficar com a nossa antiga casa, essa nossa antiga casa existe até hoje e ainda é nossa, ficou uns 13 anos vazia e abandonada, mas agora meu irmão casou e esta morando nela agora, enfim, era horrível ir para lá, não aguentava olhar para a cara da vadia que meu pai tinha casado e eu via que ela não gostava de mim, outra coisa que me marcou muito foi o fato do meu pai sempre comparecer e dar presentes fabulosos para os sobrinhos da minha madrasta enquanto ele sempre esquecia meus aniversários e me dava uma lembrancinha qualquer para não falarem que não deu nada.
Depois de mais alguns anos nasceu a minha irmã por parte de pai, que apesar de piorar minha situação eu amo ela mesmo assim, pois apesar de tudo ela é inocente, mas depois que nascer meu pai dava de tudo para ela, e nunca dava nada para mim, e parece que minha madrasta tinha o prazer de esfregar isso na minha cara, minha madrasta é simplesmente ridícula, agora comigo mais velho meu pai costuma me dar dinheiro escondido dela, pois se não ela não deixa ele me dar, pois tudo que ele me dar ele tem que dar em dobro para a filha dela e por isso eu tive varias brigas com meu pai, e eram brigas muito feias tipo de eu chegar a passar mal depois da briga, já fiquei até 1 ano sem falar com meu pai.
Eu continuo indo na casa do meu pai, mesmo com aquela bruxa da esposa dele implicando comigo, mas não por querer ficar com ele, e sim para mostrar para a bruxa que ela não ganhou a guerra, e claro eu costumo ir mais na casa dele para pedir dinheiro, engraçado que ele vive reclamando que eu trato ele mau, as vezes dou más respostas nele e não deixo ele me tocar, tipo, ele tem essas brincadeiras de passar mão na bunda, ele tenta ficar abraçado comigo, mas eu não deixo, a maioria das vezes que ele tenta encostar em mim eu dou um tapa na mão dele e empurro ele, mostrando que não quero que ele fique me tocando, bom, para mim ele não é um pai de verdade para mim, acho que de fato ele só corre atras de mim porque sabe que eu vou ter um futuro melhor que a minha irmã e meu irmão e talvez ele queira demonstrar um pouco de amor para que eu não esqueça dele quando estiver na melhor, ou ele pode fazer isso só por moral ou algo do tipo.
Esses dias eu estava com o cabelo partido e com uma franjinha, não estava tão gay, mas logo quando ele viu meu novo penteado ele disse que ia começar a ser mais radical comigo e ia raspar minha cabeça, só que eu disse que não, o cabelo era meu e ele não tinha tanto poder sobre mim para fazer isso, então ele não tocou mais no assunto, mas se ele tentasse cortar meu cabelo seria mais 1 ano sem falar com ele, pois eu ultimamente só aceito ordens da minha mãe, meu pai só serve para me dar dinheiro, mesmo sendo o pouco que ele me da. Estou cansado de ver meu pai contra mim muitas vezes por causa daquela vadia dele.
Apesar de respeitar ela eu demostro que não gosto dela, então ela vive usando isso sempre entre discussões minhas com meu pai, como se ela fosse simplesmente a vítima.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Pai, Madrasta e Outras Coisas Ruins - pt 1

Eu não me dou muito bem com meu pai e muito menos com minha madrasta. Meus pais parecem se preocupar muito mais com eles mesmos e com outras pessoas do que comigo, Tipo minha mãe, esta cuidando do meu tio que terminou com a esposa dele, o cara é um vagabundo, sujo, nojento, tem barba e cabelo grande super nojento, tem um chulé insuportável e só anda sujo, ele fuma e deixa binga de cigarro pela casa toda, ele veio passar uns dias aqui em casa,  mas já esta alguns meses aqui sem fazer nada, dormindo no quarto do meu irmão que não mora mais comigo, mas o individuo para piorar a situação ele pega o colchão da cama desse quarto e coloca no chão da sala para ele assistir tv, e meu quarto da de frente para a sala, o que me deixa com vontade de sair da cama, pegar uma faca na cozinha e esfaquear ele, enfim minha mãe esta sempre correndo atras de deixar ele confortável aqui, ela diz que ele é irmão dela então ela não pode deixar ele na mão, ela procurava emprego para ele, mas ele sempre era demitido por falta, agora ela corre atras de remédio para ele porquê ele esta com depressão, e ela faz coisas do tipo para outras pessoas também, pois ela é uma pessoa muito "boa", agora se eu pedir para ela comprar algo de diferente para mim quando ela sai de casa ela diz para eu mesmo ir buscar, eu sou sempre o garoto preguiçoso que não faz nada por ela, e vive jogando isso na minha cara, só que não é bem assim, parece que as vezes ela esquece que eu sou filho dela.
Apesar de minha mãe fazer isso comigo eu perdoo ela, porque eu amo ela e se não fosse ela, talvez eu não fosse quem eu sou hoje, e eu me admiro muito, assim como admiro ela, agora eu posso deixar bem claro que eu não gosto do meu pai, trocaria meu pai por qualquer um, meu pai é só um machista, idiota e burro que segue os conselhos da minha madrasta, que parece estar sempre manipulando ele.
Meu pai e minha madrasta estragaram minha vida, antigamente, quando eu tinha uns 3/4 anos, eu fazia parte da classe media/alta, ou seja, tinha uma vida balanceada, tinha meu pai, minha mãe e meu irmão morando comigo, e logo na casa vizinha moravam minha vó por parte de pai,minha tia, meu primo e meu tio, então para mim minha vida era perfeita ali, até meu pai começar a trair minha mãe com a mulher que é minha madrasta hoje e esse foi o motivo do meu pai perder seu emprego por causa dela, minha mãe acabou descobrindo que ele estava traindo ela e eles tiveram varias brigas, até que minha mãe terminou com ele, e nós viemos morar com minha vó, em um lugar totalmente fora da minha realidade, é uma casa muito pequena, com 5 cômodos, eu comecei a estudar em creche publica, e meu irmão começou a estudar em um colégio publico também, no lugar que nós nos mudamos e que eu estou morando até hoje é cheio de trafico e essas coisas, e minha mãe sofre muito com a separação e ainda teve que procurar um emprego para sustentar seus dois filhos já que o machista do meu pai não deixava ela trabalhar antes, pois mulher para ele tem que ficar em casa fazendo as coisas de empregada doméstica. Depois disso meu pai sempre procurava a minha mãe para eles voltarem, só que mesmo assim não largava a outra, e ele não foi me procurar depois disso, não comprava material escolar para mim, não passou aniversários meus comigo, nem foi me dar um parabéns.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Homem Perfeito

Eu acho que costumo exigir de mais dos meus pretendentes a namoro, por isso acho que vou morrer solteiro, ainda mais pelo fato da maioria dos homens pensarem só em sexo.
Eu sou todo inocente, tímido e tenho muito medo da minha primeira vez no sexo, pois vai ser meio constrangedora, porque provavelmente eu vou começar a rir na hora e vou estragar o clima.
Bom, eu só queria que existisse alguém que me intendesse, intendesse minhas necessidades, que estivesse sempre comigo para me apoiar e me ajudar a passar sobre as dificuldades, alguém forte para me defender de qualquer coisa, alguém que esteja disposto a mudar por mim.
Eu quero alguém que possa me levar a um campo para sentarmos na grama e tomarmos um sorvete olhando para as nuvens, alguém que não tenha medo de andar nas ruas de mãos dadas comigo, alguém que possa me irritar até eu ficar muito bravo, quero alguém que interprete meu "não" como "sim", alguém que me assuste me abraçando por trás, alguém que aguente minhas crises de ciumes psico paranoicas, quero alguém que me faça sorrir mesmo quando eu não estou nem um pouco afim, quero alguém para implicar com meu vegetarianismo e com meu ativismo de sofá, quero alguém que ame animais como eu, que alguém que sempre fique tentando me roubar um beijo e quero alguém que ature meu jeito todo difícil de ser.
Fico me imaginando com uma pessoa assim no meu futuro, só que eu nunca vou encontrar ela, vejo em filmes e series casais assim, mas infelizmente essa não é a minha realidade, esse mundo anda me dando muito ódio.
Por que será que é tão dificil achar alguém assim?? Estou querendo de mais?

Tédio

Minha vida esta um tédio ultimamente, não saio de casa pra nada, não tenho amigos por perto, só na escola, então como eu estou praticamente de ferias, só tenho contato com eles pela internet e isso não é bom, me sinto sozinho, todo mundo tem que postar fotos com amigos no facebook e isso me dá inveja, porque não tenho foto com nenhum amigo.
Eu já não sei mais o que fazer, minha vida anda ficando cada vez mais chata, eu não consigo fazer nada, tenho saudade dos velhos tempos, que saia com meus antigos amigos, nos deitávamos em campos, riamos, brincávamos, brigávamos, nós sujávamos e coisas assim. Lembro de uma vez que agente tentou fazer um mini filme sobre apocalipse zumbi, só que infelizmente não terminamos.
Eu sei que nunca faria isso novamente, mas as vezes sinto uma grande vontade de cortar os pulsos de novo, enfim, o que importa é que eu não farei isso.
Eu cansei desses meus relacionamentos com garotos que conheço na internet, sabe, eles me provocam e eu costumo me apaixonar muito fácil  então eu acabo caindo na deles, mas eu nunca vou ficar com eles, então prefiro não me envolver, sei que muitos deles mente para mim quando dizem que me amam ou algo do tipo, mas mesmo sabendo que muitas vezes é mentira eu acabo me iludindo, sou um idiota por muitas vezes me machucar com esses relacionamentos. As vezes eu penso que nunca vou ter ninguém na vida, ninguém nunca vai me amar, até porque sou só um garoto infantil.
Esse tédio me da muita vontade de fazer uma mudança na minha vida, quero muito pintar meu cabelo, mudar meu penteado, entrar na academia e conseguir um namorado, mas pelo visto fazer isso não é tão fácil.